Dica pra se dar bem com as finanças

. .

Por Isadora Salines

 

Ser bem sucedido é um conceito bem amplo, afinal, nem sempre tem a ver com quantidade, mas com a maneira certa de administrar cada centavo recebido. Infelizmente, administrar as finanças não é algo que aprendemos desde cedo no Brasil. Normalmente, essa experiência surge no momento do desespero, ou seja, quando as primeiras dívidas aparecem.Se você quer sair do vermelho ou evitar de entrar nele, olha só as dicas que o YOU trouxe nesse post:

1- Saiba tudo que entra e tudo que sai de cada um de seus cartões.

A maioria das pessoas não sabem sequer quanto recebem por mês. Se você é uma delas, organize-se para isso. Saber exatamente o dinheiro que entra, seja do salário fixo, renda extra ou presentes, faz com que você tenha uma certa noção do seu limite. Esse é o primeiro passo para controlar as finanças, e deixar pra lá essa ideia de que elas continuem te controlando. No YOU, você tem o controle dos seus gastos feitos pelos aplicativo, mês a mês.

2- Se possível, pague suas contas com antecedência.

Tente agendar o pagamento da sua fatura para depois do recebimento de salário. Assim, antes mesmo do vencimento, você conseguirá pagar suas contas e evitar qualquer tipo de juros. Se for difícil de lembrar, marque na agenda do celular, nos lembretes ou até no despertador.

3- Tenha os pés no chão. Entenda seu contexto.

Aprenda com a dica número um: saber sua renda mensal ajuda você a colocar a mão na consciência. Analise com sabedoria quais são as suas prioridades, afinal, não é só de luxo que vive o trabalhador brasileiro. Conforto é tudo de bom, mas, dormir com a cabeça tranquila, e viver a vida conforme a sua realidade financeira é ainda melhor.

4- Do que você precisa pra viver?

Quando você sentir o bolso esvaziando, ou o limite do cartão de crédito indo embora, é o momento para parar e pesquisar. Tire extrato dos últimos meses e identifique gastos que você acredita que sejam menos necessários e que podem ser cortados. Você vai ficar impressionado(a) com a quantidade de compras desnecessárias que você tem feito.

5- Poder não é dever.

Ter dinheiro é o primeiro gatilho para o impulso. Conforme o tempo passa, e as experiências surgem, as coisas vão mudando. Poder comprar não significa que você deva comprar, afinal, a economia muda o tempo inteiro. Exemplo: um celular novo hoje, pode custar mais barato daqui apenas 3 meses. Com a rapidez que as coisas acontecem atualmente, esperar um pouquinho não custa nada.

Ufa! Essas dicas foram boas. O YOU espera que você agarre essas 5 dicas e coloque-as em prática pra já. Depois conta pra gente nas redes sociais quais foram os resultados. Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *