A importância de começar a investir

. .

Por Isadora Salines

Guardar dinheiro só vale a pena quando você sabe investir. Mas, antes de tudo, você precisa ter um objetivo grande e importante. Todo o incentivo e força de vontade para mudar seus hábitos virá dessa motivação.

Para investir, comece cortando gastos. Assim como já falamos no post sobre finanças, você precisa saber quais dos seus gastos são necessários e quais são apenas alguns confortos. Esse é o momento que você define seus gastos fixos mensais, ou seja, tudo aquilo que é necessário e que você gastará provavelmente todos os meses.

Depois de cortar os gastos desnecessários e visto os gastos fixos mensais, defina seu limite mensal. Esqueça o valor que aparece no cartão de crédito e lembre que manter limites faz você economizar, acima de tudo. Essa sua ação terá uma reação lá na frente. Não esqueça!

Aplique um valor específico na poupança por mês. Essa renda pode ser chamada de emergencial (aquele dinheirinho que ficará guardado para qualquer imprevisto que venha a acontecer) ou de economia mesmo (uma maneira alternativa para você guardar e não ter perigo de gastar).

Procure por formas de aumentar sua receita. Já falamos em vários posts do YOU sobre maneiras autônomas de trabalho pra você melhorar seu desempenho financeiro. Seja fazendo um bico ou transformando algum hobby em segundo trabalho: procure e faça. Não deixe para depois.

Quando finalmente começar a ver as diferenças na sua renda, tente não cair na tentação de dobrar seus custos. A tendência, quando a renda aumenta, é que os custos também aumentem. O problema é que, assim como a renda pode aumentar, ela também pode diminuir. E diminuir muito. Uma pessoa precavida é um investidor ainda mais experiente.

Curtiu as dicas do YOU sobre investimento? Conta o que você achou nas nossas redes sociais. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *